Arquivo Junho 2008

BANS Checklist – Parte V 1

Jun8

Ao longo dos últimos artigos dei algumas dicas sobre algumas tácticas para criar, configurar e optimizar os sites baseados no script BANS. Com a sistematização de algumas técnicas é possível criar vários sites com este script que darão certamente algum rendimento ao longo do mês.

O tráfego, como para qualquer outro tipo de site continua a ser a chave do sucesso. No entanto, se conseguirmos poucos visitantes, mas que procuram exactamente o que nós lhes damos, então o sucesso é quase garantido.

Para finalizar a série de artigos deixo-vos um link para um recurso bastante interessante. O site NicheStoreStrategies tem uma checklist de algumas coisas que devem ser feitas ao configurar e promover a BANS. Algumas das tarefas poderão não ser necessárias, no entanto a maioria é de uma utilidade bastante grande. A checklist possui ainda links para as instruções para cada uma das tarefas.

A Niche Store Checklist poderá ser adaptada por vocês se pretenderem dedicar algum do vosso tempo a este sistema de afiliados.

Convido-vos assim agora a partilhar as vossas técnicas e quem sabe partilhar os urls dos vossos sites baseados em BANS.

Os artigos anteriores da série são:

BANS (tudo sobre as) parte I
BANS a escolha do nicho – parte II
Optimiza̤̣o da BANS РParte III
BANS Design

BANS design – parte IV 0

Jun6

Depois de configurado e optimizado o site BANS devemos tratar do aspecto visual da mesma. O script possui algumas templates em vários formatos que permitem dispor os artigos e as secções do site ao nosso gosto. Contudo, se não fizermos nada, dificilmente conseguiremos as conversões suficientes, pois o nosso site deve transpirar credibilidade.

Há várias abordagens possíveis, a procura de templates grátis, a compra de templates Premium, ou até a modificação das templates disponibilizadas. Eventualmente podem até contratar um designer para vos fazer uma template à medida.

O mínimo que devem fazer é mudar as cores da template e colocar um header decente. Se não possuem conhecimentos de CSS podem usar a ferramenta Color My BANS para customizar as cores e transferir as alterações para o ficheiro style.css. Recomento a utilização do site para fazerem os vossos testes.

Em comprei um pack de templates no site Ian Fernando. A vantagem destas templates, é que modificam bastante o layout das BANS possibilitando algumas funcionalidades extra como a colocação de banners. No entanto, mesmo para estas, aconselho a customização. Um ex de uma destas templates customizadas pode ser visualizado na imagem seguinte.

bans custom template

Outra das abordagens que tive para uma outra loja, foi a customização de uma template free. Nesta loja investi algum tempo na optimização do design e na escolha de um esquema de cores do meu agrado e de acordo com o tema da loja. Creio que o resultado ficou bastante bom, fica a imagem.

BANS Free template

Também tive que adaptar uma das stores a um tema wordpress que já uso. Aqui as alterações exigiram que tivesse que falar com o Rui do Web2themes para me fazer o tema à imagem do que ele já tinha feito para o blog. Neste caso a BANS foi instalada num subdomínio e serve como complemento ao blog. Fica a imagem da comparação do tema do blog com a BANS.

custom template bans wordpress

Com uma procura no Google facilmente encontrarão algumas templates pagas ou gratuitas, ficam aqui os meus preferidos:

Acredito que um bom design para o vosso site facilitará a conversão e manterá no site o utilizador mais tempo. Tal como outro site, prestem a mesma atenção à integração de outros sistemas de publicidade, nomeadamente o Adsense.

Para amanha fica o último artigo da série. Os artigos anteriores são:

BANS (tudo sobre as) parte I
BANS a escolha do nicho – parte II
Optimiza̤̣o da BANS РParte III

Optimiza̤̣o da BANS РParte III 11

Jun5

Depois de instalada a BANS e feita a escolha do nicho, é preciso optimizar e configurar o site. Por muito que se possa ler, e já li muitas vezes, casos de pessoas que criaram montes de sites baseados em BANS, não acredito no sucesso dos mesmos sem se investir algum tempo nas mesmas.

Este tempo é necessário para a correcta configuração do site, a adição de conteúdos, a optimização para os motores de pesquisa e promoção do site e obviamente para ser trabalhado o aspecto ou design do site.

Embora o script esteja optimizado para motores de pesquisa, principalmente na última versão, nem tudo é perfeito e com alguns truques poderemos melhorar o desempenho do site. Para isso devemos dar especial atenção a: Título das páginas, descrição das páginas, meta tags, url das páginas e título da página que aparece no menu. A possibilidade de tornar estas propriedades únicas e não se repetirem principalmente os títulos das páginas é bastante importante.

Para se obter tráfego através dos motores de pesquisa é preciso ter conteúdos. Escusado será dizer que os conteúdos deverão ser relacionados com os tópicos e únicos. Quem tiver dinheiro para investir poderá comprar os artigos, há muita gente a escrever conteúdos sobre qualquer assunto e alguns dos nichos rapidamente recuperam o investimento.

Depois de colocados os artigos poderão colocar links em algumas das keywords para algumas das páginas chave que criaram. É muito importante a estrutura interna de links também para melhorar a relevância e posicionamento nos motores de pesquisa. Podem também colocar algumas palavras importantes a bold.

Outra coisa que fiz numa das BANS foi a colocação no footer de um link para cada uma das páginas de conteúdo. Desta forma aumento a indexação de todas e a relevância das páginas importantes. Uma das razões para isto é que ao navegar no conteúdo, nem todas as páginas são acessíveis de qualquer página.

Depois há a necessidade de se obter tráfego orgânico. O Google é normalmente o principal motor de busca a usar, mas há muitas outras formas de conseguir tráfego. Submeter o site nas webmaster tools, adicionar o script do Analytics, conseguir alguns links em blogs ou noutros sites, farão certamente com que o site seja indexado rapidamente e podemos obter um reporting da origem do tráfego.

Alguns artigos que escrevi que podem ajudar nestes ou em qualquer outros sites são: SEO, trabalhando ao nível do site; Como indexar um site rapidamente; checklist de linkbuilding.

Li também algumas coisas sobre alterar o script da BANS para que não seja facilmente identificado pelo Google. Isto pode ser importante para o caso de o Google identificar sites destes através de algumas palavras ou código presente no site. Amanha deixarei aqui o link para uma checklist onde poderão seguir passo a passo o processo de alteração de alguns elementos identificativos das BANS.

Outras coisas que devem ou podem fazer são:

Criar uma página About: escrevi já sobre isto no âmbito do concurso pró-blogger. Continua a fazer sentido para qualquer site.

Criar uma página de política de privacidade: quanto mais não seja para vos salvaguardar de alguns problemas nomeadamente com o Google.

Criar uma página a explicar o processo de compra no eBay: para além de fornecer informação importante e que ajude o utilizador a fazer a compra, se tiver links para o eBay e o utilizador aceder a eles, fica logo lá o cookie no pc.

Numa das BANS que criei, as páginas com listagens de produtos são apenas 3 ou 4. Tudo o resto são artigos únicos que comprei sobre os temas que queria ver abordados. Para além da rentabilização pelo EPN espero também conseguir bons resultados com o Adsense. Para isso o conteúdo e nicho têm um papel importante. Não demorei 2 nem 4 horas com o site, demorei mais, mas espero que mais tarde os resultados sejam facilmente compensados.

Relacionados:
BANS (tudo sobre as) parte I
BANS a escolha do nicho – parte II

BANS a escolha do nicho – parte II 4

Jun4

Depois de ontem ter explicado uno no artigo Build-A-Niche-Store (parteI) o que é isto das lojas BANS, vou hoje prosseguir detalhando outros aspectos importantes para se ter sucesso com estas lojas. Como em qualquer outro projecto de site ou blog, o sucesso ou a rentabilização do mesmo dependerá de vários factores. Assim a escolha do tema correcto para a BANS e o foco da mesma num determinado nicho de mercado poderá resultar no sucesso do site.

Ontem referi um pouco qual o esquema de pagamento do programa do eBay. Assim facilmente se perceberá que direccionar o nosso site para um ou outro mercado poderá resultar em rendimentos diferentes, não só dependentes das comissões como também do potencial do mercado. Por esta razão não aconselho que dêem prioridades a mercados com menos tradição no comércio online, como é o caso do Português.

A vantagem aqui vai para o mercado Americano. A competitividade é maior, mas no caso de se obter sucesso, este será sem dúvida muito maior do que em qualquer outro tipo de mercado. Em Portugal, embora haja já um número significativo de pessoas que compram no eBay, o eBay não existe em Portugal e poderá ser bastante limitativo. O universo de utilizadores que compram online é ainda pequeno.

Por outro lado o script vem em Inglês, assim como as descrições de categorias, etc. Estar a traduzir isso tudo, deixa de fazer sentido. No entanto se já tens um site com tráfego suficiente, com um nicho bastante específico e onde haja potencialidades de promover a loja BANS nessa comunidade, então o sucesso poderá estar ao vosso alcance. Mesmo o conseguir o simples registo de utilizadores no eBay pode ser suficiente para a rentabilização do site.

Outra questão que se coloca é o que vender. Uma das vantagens do eBay é que podemos encontrar a preços atractivos qualquer tipo de artigo. Desde um brinquedo usado até um relógio de luxo novo, tudo pode ser encontrado lá. Há items a serem transaccionados a 1$ e outros a $500 000. Posso criar uma loja que venda capas para telemóveis e ter muito sucesso e referir várias vendas para o eBay. No entanto essas comissões nunca serão altas e por comparação bastaria referir a venda de uma casa no Colorado numa BANS de imobiliária para justificar os investimentos e tempos gastos em afinar e promover essa loja. Lembro que ontem referi que a comissão para uma venda de um carro no eBay motors é de $40 independentemente do valor da venda do carro. Eu por ex desconhecia este facto quando implementei o plugin BayRSS num dos meus blogs. No entanto não deixa de ser uma excelente comissão.

Outro factor que pode ajudar a decidir sobre o nicho, é que as lojas BANS podem ser rentabilizadas não só através do EPN como também com qualquer outro tipo de sistema como o Adsense, Kontera, Amazon, Adbrite, etc. Há muitas listas disponíveis na internet sobre que temas poderão render mais com estes sistemas. A escolha poderá ser também em função deste aspecto. Certamente que a rentabilização de clicks do mercado Americano em anúncios de jogos online não valem o mesmo que em sites com anúncios de crédito.

Existem algumas ferramentas que podem ser usadas para a escolha do nicho. Desde o Adwords Keyword tool, Google Trends, technorati, etc. O Custódio explica no seu blog em vários artigos, algumas das técnicas que usa, quer para a escolha dos temas para mini-sites e até na escolha do domínio. No entanto sugiro mesmo que passem algum tempo no eBay a procurar nas categorias alguma coisa que possa levar ao sucesso da vossa loja.

Podem ainda influenciar as vossas comissões definindo o intervalo de preço dos artigos que aparecem na vossa loja. Isto pode ser importantíssimo para determinados nichos. Por ex quem compra DVDs usados tem em mente já o preço que espera pagar em relação a um novo. Desta forma podemos excluir items cujo preço exceda X, dando mais hipóteses de o utilizador obter o que procura rapidamente. Lembro ainda que mal se manda o utilizador para o eBay, o cookie é logo colocado no PC, ficando activo por 7 dias!

A configuração do nicho no administrativo do BANS faz-se através da configuração da categoria do ebay em conjunto com search queries. Através da configuração de store pages específicas poderá controlar-se ainda mais o que aparece ou não na nossa loja.

A decisão do nicho é por isso susceptível de ser pelo menos pensada algum tempo. A escolha do nicho é por isso importante. No entanto a escolha do nicho correcta não garante o sucesso. No próximo artigo vou falar de SEO e conteúdos.

Relacionados: BANS (tudo sobre as) parte I

$ ganhar dinheiro

  • Netaffiliation
  • Ebay Partner Network
  • Chitika

Sobre mim

O meu nome é Rui Augusto e aqui neste blog partilho conhecimento, experiências e opiniões sobre temáticas ligadas à rentabilização e promoção de sites. Mais detalhes podem ser verificados na pagina sobre o tolnetwork.com

twitter feeds flicker twitter Dihitt

tolnetwork.com is powered by WordPress and Customized FREEmium Theme.
developed by Dariusz Siedlecki and brought to you by FreebiesDock.com

Jordan Nolan Jersey