Arquivo Setembro 2008

Linkbuilding – novas tendências 4

Set28

As alterações constantes dos algoritmos dos motores de pesquisa (Google) e a necessidade de subir rapidamente nos rankings, levam a que novas formas de se conseguir links relevantes sejam procuradas.
A compra de links está catalogada pelo Google como uma prática incorrecta, por isso tenho-me cruzado com algumas práticas mais recentes que não tendo um retorno financeiro directo, acabam por ser vantajosas para ambas as partes.

Esta nova pratica cada vez mais comum é a criação de conteúdos em troca de links. Todos sabemos a importância de ter conteúdos originais ou de conseguir um ritmo de criação de conteúdos relativamente frequente.

Vi até ao momento duas abordagens diferentes:

1 Empresa pede um link no nosso site numa página específica. Em troca fornecem um artigo de temática à nossa escolha com 3 links que pode ser usado por nós num site qualquer ou submetido para 3 a 5 sites de artigos. Para além dos backlinks conseguidos nesses sites, esses artigos podem ainda ter potencial para serem publicados por outros webmasters, ganhando-se ainda mais links.

2 Empresa estabelece contacto oferecendo 10 artigos originais sobre os temas à nossa escolha. 3 desses artigos contém um link para o site dessa empresa. A única condição que impõe é publicar os artigos com links num prazo de 7 dias. Com os restantes podemos fazer o que quisermos.

Até ao momento estas solicitações foram de serviços em língua Inglesa. Os conteúdos criados possuíam uma qualidade elevada, tendo verificado que eram feitos por empresas especializadas em conteúdos ao serviço da empresa que pede os links. Sabendo que o preço de um artigo original entre as 400 a 500 palavras pode oscilar entre os $5 a $15, pode-se conseguir assim links relativamente baratos, sendo que os links são permanentes.

Elemento Digital vítima de Site jacking 9

Set23

Depois do Car jacking e Home jacking, eis que surge uma notícia em que a empresa Elemento Digital foi vítima de Site jacking. Segundo consta, 3 assaltantes invadiram as instalações da empresa e roubaram o servidor que alojava o site da empresa e continha ainda outras informações importantes. Para além desta acção criminosa, os assantantes raptaram ainda o CTO da empresa, mantendo-o sequestrado em parte incerta.

As câmaras de vídeo vigilância filmaram o insólito acontecimento em vídeo e está agora disponível para visualização e quem sabe, para ajudar a identificar os sequestradores.

[youtube width="468" height="391"]http://www.youtube.com/watch?v=QeOQyCVfR4Y[/youtube]

Felizmente que tudo isto se trata de uma campanha de marketing viral. O marketing viral e a publicidade viral referem-se a técnicas de marketing que tentam explorar redes sociais para produzir aumentos exponenciais do reconhecimento de uma marca.

Neste caso o objectivo é a criação de buzz antes do lançamento do novo website da Elemento Digital que acontecerá em Outubro. Durante esta fase, a visita ao website da Elemento digital mostra todo o ambiente do site jacking, com todos os elementos visuais de acordo com o acontecimento. Foi inclusivamente produzido um Widget para publicação em blogs e redes sociais para facilitar a exposição da campanha e reconhecimento da acção.

A palavra viral aparece associada a este tipo de marketing porque através do encorajamento que é feito aos indivíduos para passar a mensagem a outros, cria assim um potencial de crescimento exponencial de exposição e influência. Exactamente como os vírus, estas estratégias aproveitam-se da rápida multiplicação para chegar a milhares ou milhões de utilizadores.

Claramente houve um cuidado grande com esta campanha. Esta encoraja a criar links para o site da Elemento Digital, com as vantagens que isso tem em termos de tráfego e optimização para motores de pesquisa.

Neste caso a campanha faz com que o assunto seja falado e divulgado em conversas e se fale da campanha e em último caso da marca Elemento Digital. Foi inclusivamente criado ou disponibilizado um sistema que de forma fácil permite a divulgação da campanha, obtendo-se facilmente um código para publicação do widget em diversas plataformas, incluindo o email.

Em conclusão, este tipo de campanhas, quando bem feitas e bem sucedidas tem um efeito muito maior do que as técnicas de marketing tradicionais. Um dos grandes exemplos de campanhas virais foi a divulgação do Hotmail através da disponibilização de contas de email gratuitas e da divulgação do Hotmail na assinatura do mail dos utilizadores.

Eu deixo ainda uma referência a uma outra campanha, a do conhecido Nissan Quasquai, neste caso com o ultimo vídeo da equipa louca de Matonge Spannerleague!

SEO – actualização de algoritmos 6

Set21

No seguimento do artigo que publiquei à uns dias sobre o Google Suggest e o SEO, foi publicado hoje um guest post no blog do Aaron Wall escrito por Jeremy L. Knauff que complementa alguns dos assuntos que abordei nesse artigo. O Jeremy pretende fazer uma reflexão sobre o futuro do SEO, baseando-se nas alterações efectuadas pelo Google nos últimos tempos. O artigo pode ser lido aqui.

No artigo são focados temas como a pesquisa local, as sugestões do Google Chrome, desvalorização dos links pagos, trust rank, etc. Aconselho a leitura do artigo por compilar muito bem estas alterações recentes.

Uma das formas de promover sites através de linkbuilding que mais resultados dava era através da distribuição de widgets que continham um link para o site original. As vantagens, para além do tráfego, era a possibilidade de aumentar o número de backlinks e de atingir um bom ranking para determinada keyword contida no anchor text do link.

No entanto esta, como outras formas de linkbuilding podem estar a ter os seus dias contados, pelo menos para os que não seguirem as regras básicas ou as aceites pela equipa de SPAM do Google.

Em tempos tive na minha agenda a criação de um widget, no entanto nunca se concretizou. Para todos os que o pensam fazer, e aqui não pensem só nos rankings, mas também no tráfego pode canalizar para um site, aqui fica um artigo interessante com algumas regras ou dicas a seguir.

Parcerias em blogs 10

Set19

Ultimamente tem sido mais difícil arranjar tempo para todas as minhas actividades. Como é preciso continuar a investir, a criar novos projectos, a desenvolver os actuais, etc, preciso arranjar outras soluções para fazer tudo isso.

Uma das soluções é comprar conteúdos à medida. Irei falar um pouco sobre isto num outro artigo, pois tem surgido propostas interessantes neste sentido.

Outra das opções é partilhar o trabalho com outros webmasters ou bloggers. Embora estas parcerias sejam complexas ou tenha as suas limitações ou problemas, poderão ter grandes vantagens.
Duas ou mais pessoas a trabalhar num projecto podem partilhar das experiências dos membros da equipa e tirar partido de áreas de especialização de cada um. O trabalho poderá ser mais motivador. Nem sempre quem tem jeito para o design, tem a facilidade da escrita, ou quem sabe de SEO tenha que perceber necessariamente de programação. Alguns projectos quando são mais complexos precisam certamente que muitas áreas de especialização sejam cobertas.

No entanto os problemas ou limitações deste tipo de parcerias são também de considerar. A comunicação é importante e cada vez facilitada pela internet. No entanto o conhecimento pessoal é importante para que se possa estabelecer uma parceria com futuro. A disponibilidade ou dedicação a esses projectos deve ser repartida, ou assumida de forma prévia.

Existem algumas reflexões e questões que nos devemos colocar antes de iniciar uma parceria deste tipo, nomeadamente: conhecemos realmente o talento ou conhecimentos técnicos da outra pessoa? Há quanto tempo trabalha na área? Quais são as opiniões de outras pessoas sobre esse individuo? Conhecemos trabalhos anteriores? São consistentes esses trabalhos? A pessoa cumpre normalmente o que diz?

A partilha dos investimentos e das receitas e um dos assuntos que deve estar sempre claro. É certamente uma fonte de conflito ou a fonte mais provável de conflito em parcerias deste tipo.

Respeito, confiança, amizades, são coisas que levam o seu tempo a cimentar. Estas parceiras deverão começar com alguma prudência. Já cometi os meus erros no passado, o que não quer dizer que não se continue a enveredar por este tipo de abordagem.

e vocês, quais acham que são as vantagens e desvantagens destas parcerias?

Pag 1 de 212

ganhar dinheiro

  • tirei tudo
  • Já não promovo nada
  • Nem mesmo ebay
  • TLA muito menos
  • nothing

Sobre mim

O meu nome é Rui Augusto e aqui neste blog partilho conhecimento, experiências e opiniões sobre temáticas ligadas à rentabilização e promoção de sites. Mais detalhes podem ser verificados na pagina sobre o tolnetwork.com

twitter feeds flicker twitter Dihitt

tolnetwork.com is powered by WordPress and Customized FREEmium Theme.
developed by Dariusz Siedlecki and brought to you by FreebiesDock.com