Arquivo Março 2010

Alterações no eBay Partner Network 3

Tal como tinha sido anunciado, o programa de afiliados do eBay, o EPN (eBay Partner Network) implementou algumas funcionalidades novas ontem. As alterações principais estão relacionadas com as novas capacidades de reporting do dashboard, mas também a possibilidade de criar novas criatividades (banners ou widgets) para promovermos este programa.

Quando acedemos ao dashboard, temos acesso agora a um report mais funcional, que possibilita a visualização da informação de forma mais interactiva e com menos clicks do que anteriormente. O dashboard está agora mais completo e sempre que alterarmos uma configuração, por ex por gostarmos mais de ver os ganhos desde o inicio do ano, então de cada vez que entramos, será esse o formato visualizado.

Há também novas funcionalidades ao nível da desactivação de campanhas ou de domínios. No ano passado foi necessário a validação de todos os domínios onde pretendemos colocar o sistema EPN em funcionamento. Eu por acaso tive alguns casos em que por causa de um erro, não consegui ter alguns domínios validados. Com este sistema consegui já fazer as alterações necessárias.

Estão também disponíveis novos banners e widgets para usarmos e a procura dos mesmos está agora também mais facilitada com a nova interface. Também já fiz aqui referências ao eBay To Go, um formato interessante para recomendar os produtos que gostamos no eBay aos visitantes do nosso site.

Sobre o EPN, já fiz aqui varias referências. Estou a utilizar com tráfego Americano e principalmente com lojas BANS integradas em 5 sites. O que gosto mais do programa é que não me preciso de preocupar muito e as vendas vão sendo feitas. Recomendo a quem não experimentou que o faça…

Estou também a fazer uma revisão ao nível de design nestes sites e o EPN será também integrado de forma mais optimizada. Para mais informação sobre o EPN podem sempre ler os artigos relacionados.

Marketing de afiliados 7

Uma das vantagens do marketing de afiliados é que se ganha uma comissão pela conversão que se realiza, quer seja um preenchimento de um formulário ou até mesmo uma venda. Normalmente as comissões têm um valor mais elevado do que a maior parte dos clicks num anúncio Adsense, no entanto também é mais difícil de se conseguir a conversão.

Em Novembro de 2009 publiquei um guest post no dinheirooportunidade em que abordei, de uma forma criativa, a forma como estava a utilizar algumas plataformas de afiliação e promovia alguns produtos, transpondo para o offline o trabalho envolvido para comparação.

Obviamente que não é fácil conseguir promover determinado produto num site, muitas vezes que aborda uma quantidade vasta de temas e com público de diversos perfis. Desenganem-se mais uma vez se acham que é fácil ganhar dinheiro através dos programas de afiliados ou outros métodos na internet. Dá trabalho! E não é pouco.

Imaginem que possuem uma empresa, com porta aberta numa zona comercial bem posicionada numa cidade com bastantes habitantes. Imaginem por ex que o vosso negócio é vender Seguros. Por cada pessoa que vos procurasse, teriam que promover o vosso produto, dedicando algum tempo a explicar as vantagens do vosso produto e como se destaca da concorrência. Se não tivessem mais do que um empregado, novos clientes que entrassem à procura de informação, teriam eventualmente que esperar que terminasse o atendimento de outros clientes para serem atendidos.

O paleio teria que ser repetido vezes sem conta, até se conseguir algum cliente (conversão). Eventualmente às 19h00 a vossa empresa fecharia portas e só voltaria a atender clientes no dia seguinte. Em casa fariam as contas aos custos fixos da empresa e ao número de vendas que ainda era preciso fazer até ao fim do mês para poder pagar aos empregados.

Com um bom site, bem posicionado nos motores de pesquisa para mais do que 1 termo relacionado, uma boa estratégia e alguma sorte, poderiam igualmente desenvolver uma actividade do tipo empresarial na mesma área.

As vantagens podem ser várias, como o facto de poderem ter sempre a porta aberta ao público, não terem que repetir tarefas vezes sem conta para vender o produto, custos fixos bastante inferiores e com uma dedicação bastante menos a este negócio.

Para isto poder acontecer, é preciso também que empresas com bons produtos apostem no marketing de afiliados, que existam boas plataformas de afiliação para servir de intermediários entre os anunciantes e os webmasters ou bloggers, e que estas plataformas possuam bastante campanhas e sejam credíveis ao nível do suporte, dos pagamentos e que sejam igualmente credíveis.

Obviamente que o nosso mercado não está tão avançado como nos EUA, mas é possível ter sucesso em Portugal com o marketing de afiliados.

Não vos vou promover nenhum produto, site ou ebook sobre este tema. Apenas me inspirei no facto de que ontem, consegui vender 2 produtos com uma diferença de apenas 10m, que não conseguiria se tivesse uma empresa aberta mesmo num centro comercial de grande afluência; consegui vender no mesmo site, produtos de idênticos e concorrentes, depois da 1 da manha e que as empresas neste nicho não conseguem pois cumprem um horário normal.

O melhor de tudo é que não dediquei tempo nenhum a este negócio ontem, limitei-me a ver as estatísticas.

Lembro, que em nenhuma altura neste texto refiro que se trata de uma actividade fácil, em que se obtém lucros seguindo determinada receita ou que o sucesso é garantido.

Facebook mais popular do que o Google 3

Na semana passada foi notícia o facto de o Facebook ter ultrapassado o Google em popularidade. Em termos de ranking, isso não me preocupa muito, preocupava-me se o Google tivesse diminuído de tráfego numa proporção idêntica ou parecida ao crescimento do Facebook, o que significaria uma mudança de atitude e comportamento dos utilizadores.

No entanto, ao longo dos anos, (e já cá ando há 10 anos) notei que o crescimento de utilizadores na internet em Portugal, também foi acompanhado por uma movimentação dos utilizadores para as redes sociais, sejam elas quais forem.

Embora até possam ser uma fonte de tráfego a considerar, resta saber até onde os utilizadores podem converter, tão bem como os do tráfego orgânico. Haverá sem dúvidas muitas estratégias e livros sobre o assunto.

Construir um grupo de fans em torno de um site pode ser um meio bastante válido para divulgar novidades e envolver os utilizadores. Nos próximos tempos vou tentar uma abordagem ao Facebook como método para ganhar visitantes para alguns sites que mantenho. Posteriormente divulgarei resultados.

Ainda as aplicações iphone 1

Os incidentes acontecem. Depois de ter pago o domínio a tempo e horas e de ter recebido todos os comprovativos, fiquei com o site offline algum tempo. Ou seja o blog deu o pei**. Mas está resolvido.

E por falar nisso, e porque recentemente abordei o tema das aplicações iphone e do ignite, chama à atenção de uma apresentação do Joel Comm num dos eventos ignite lá da zona dele. Até tenho 2 livros do Joel Comm. Um deles li alguns capítulos, pois era demasiado básico, ou não trazia nada de novo na altura em que o li – Adsense Code – o outro é o do Twitter e comprei numa altura em que procurava algum sentido para o twitter, não o terminei.

Mas como gostei deste vídeo e é mais uma prova do sucesso que se pode ter com uma boa ideia ou uma ideia antiga aplicada a um novo formato ou tecnologia.

Aqui fica: iFarted and Came Out Smelling Like a Rose

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=CM_LzHiXLII[/youtube]

PS: relativamente à aplicação iphone que fiz, notei um aumento do tráfego pelo iphone, nada de muito grande, mas também não fiz muito marketing da mesma e os utilizadores do TOL que já usam iphone, tem igualmente acesso a tudo directamente.

Pag 1 de 212

ganhar dinheiro

  • tirei tudo
  • Já não promovo nada
  • Nem mesmo ebay
  • TLA muito menos
  • nothing

Sobre mim

O meu nome é Rui Augusto e aqui neste blog partilho conhecimento, experiências e opiniões sobre temáticas ligadas à rentabilização e promoção de sites. Mais detalhes podem ser verificados na pagina sobre o tolnetwork.com

twitter feeds flicker twitter Dihitt

tolnetwork.com is powered by WordPress and Customized FREEmium Theme.
developed by Dariusz Siedlecki and brought to you by FreebiesDock.com