Arquivo Junho 2010

Evento Google Adsense em Lisboa 19

Na passada terça-feira estive presente em mais um evento do Google Adsense em Lisboa. O evento foi promovido pelo Guilherme Anjos da equipa Adsense do Brasil. Embora não tenha sido tão bom como o Google University de 2006, valeu pelo convívio e para conhecer algumas das novidades do Adsense.

Da agenda constou a apresentação do DoubleClick for Publishers (DFP) Small Business. Basicamente é uma solução que nos permite gerir toda a publicidade do nosso site, quer seja adsense, outras redes, ou venda directa. Ainda não dediquei tempo a isto, mas vou ter que o fazer brevemente.

Seguiu-se algum tempo dedicado às melhores praticas Adsense. Também não houve novidades, a não ser falar um pouco do tipo de blocos e da utilização de texto+imagens nos blocos adsense e as vantagens que isso trás. Quem lê o tolnetwork regularmente não ouviu nada de novo.

Houve depois uma sessão de optimização de sites. Aqui também nada de novo, embora se tenham repetido algumas boas práticas como a utilização do section targeting, colocação dos anúncios, etc. Aqui a única coisa que é relevante é a colocação do melhor anúncio a aparecer primeiro no código pois esse é certamente o que receberá os clicks mais elevados. Houve ainda um site de um dos participantes que foi analisado por todos.

Finalmente falou-se da nova interface do Adsense. Supostamente foi feito o opt-in a todos os presentes que brevemente poderão testar esta interface ainda em beta. Para além do aspecto mais parecido com o analyics vai permitir a visualização de relatórios mais detalhados e analises que até ao momento só eram possíveis com a utilização muito detalhada de diferentes critérios. Uma das coisas boas é que permitirá analisar tendências de ganhos de forma grafia.

Basicamente foi isto, como prémio foi ainda dado a cada um dos presentes um bilhete de lotaria com uma nota dizendo: “se a sorte não lhe bater à porta, bata à porta do Google Adsense”.

Diz adeus ao SEO e dá as boas vindas ao Adwords… 9

A optimização para os motores de pesquisa tem mudado muito nos últimos anos. Chegar aos primeiros lugares para os termos de pesquisa mais importantes é cada vez mais uma tarefa complexa, não só pela quantidade de factores que estão envolvidos nos rankings e cuja influência de cada um não passa de suposições, mas também porque as primeiras posições já não são da pesquisa orgânica.

Excluindo o Facebook, os principais sites e serviços existentes na internet pertencem ao Google, com destaque para o Google Maps e o Youtube. Com toda a certeza as aquisições não ficarão por aqui.

As recentes alterações que o Google vem introduzindo fazem com que cada vez menos espaço esteja disponível para a pesquisa orgânica. Quem não dominar Adwords poderá a curto prazo ver o seu tráfego diminuir bastante, mesmo já tendo dominado posições importantes na pesquisa.

A pesquisa universal faz com que vídeos e mapas apareçam como parte integrante dos resultados de pesquisa das keywords mais importantes. Tinha já feito referência a isto para a pesquisa no Google.com mas hoje acontece já no Google.pt.

Como exemplo mostro o que vejo no ecran do meu computador para a pesquisa de carros usados. Acontece que só visualizo 3 resultados de pesquisa orgânica.

A colocação dos resultados do Google Maps na pesquisa orgânica é também agora uma espécie de promoção desse serviço do Google. Supostamente ao clickar num dos resultados que aparecem no mapa, deveria direccionar o utilizador automaticamente para o site de destino. Acontece que agora o Google obriga a um click adicional, podendo ou não o negócio que aparece listado ter um site próprio. Façam o vosso teste e vejam a popup que aparece onde só depois é possível ter acesso ao link para o site de destino.

No seguinte exemplo que até acaba por me beneficiar, só aparecem dois sites, o resto são elementos da pesquisa universal.

A qualquer momento estes resultados poderão abranger cada vez mais keywords e eventualmente o tráfego orgânico proveniente do Google poderá descer para muitos sites. A alternativa poderá ser o investimento em Adwords.

Não percebo muito esta mudança de política…mas a maior parte dos links que aparecem nestas pesquisas são pagos…lembro-me sempre da frase do Matt Cutts…comprar links é como comprar para ter amigos.

Não sei o que vocês acham, mas sem o SEO perde um pouco a piada…

Challenge Netaffiliation 17

A Netaffiliation é a maior plataforma de afiliação a operar em Portugal. Apesar de possuir alguns pontos fortes, são muitas as críticas feitas à plataforma por grande parte dos afiliados, não só no que toca aos pagamentos como também na questão do suporte que é dado.

Eu tenho críticas essencialmente em relação ao ligar e desligar da torneira. Mas isso é assunto para outro post.

Hoje recebi outro mail da Netaffiliation, relativamente a mais um desafio para uma campanha de afiliados. Por acaso trata-se de uma campanha que não promovo, mas mesmo que promovesse não iria participar nessa challenge porque o feedback que a Netaffiliation dá sobre as mesmas é nulo.

Participei contudo no final do mês de Abril e inicio do mês de Maio na challenge Flexibom. O texto promocional era mais ou menos este: Entre os dias 19 de Abril e 9 de Maio irá decorrer um challenge para os afiliados da campanha. O afiliado que tiver melhores resultados na campanha irá receber um prémio excepcional de 300€. Este challenge é destinado apenas aos afiliados que utilizam text links.

Como se trata de uma das minha campanhas preferidas, resolvi participar e investi algum dinheiro e tempo, não só na escrita de conteúdo específico como também a mudar os text links que já possuía para os text links específicos da campanha.

Não faço a mínima ideia de quem participou, nem de quem foi o vencedor. Acho que o mínimo que a Netaffiliation deveria fazer era indicar quem foi o afiliado que ganhou a iniciativa, não só para dar a conhecer a todos os restantes afiliados, que efectivamente houve um vencedor, como também para dar divulgar o potencial de conversão que a plataforma tem. Nem mesmo com o envio de um mail para o suporte, se dignaram a dar essa indicação. Tive ainda que substituir todos os text links novamente.

Curioso também foi o facto de que após algumas conversões no final do mês de Abril, a campanha praticamente deixou de converter nos dias de Maio em que decorreu. Isto para um número de clicks idênticos e em particular tendo sido Maio um mês relativamente bom em tráfego e na resposta dos utilizadores às campanhas.

Assim, não volto a participar em nenhuma challenge, enquanto a comunicação por parte da Netaffiliation continuar igual. Não vi também no site da empresa qualquer tipo de comunicação relativamente a outros Chellenges que já decorreram…quem as andará a ganhar?

ganhar dinheiro

  • tirei tudo
  • Já não promovo nada
  • Nem mesmo ebay
  • TLA muito menos
  • nothing

Sobre mim

O meu nome é Rui Augusto e aqui neste blog partilho conhecimento, experiências e opiniões sobre temáticas ligadas à rentabilização e promoção de sites. Mais detalhes podem ser verificados na pagina sobre o tolnetwork.com

twitter feeds flicker twitter Dihitt

tolnetwork.com is powered by WordPress and Customized FREEmium Theme.
developed by Dariusz Siedlecki and brought to you by FreebiesDock.com