Arquivo Setembro 2010

Aprender a desenvolver Themes WordPress 4

Todos sabemos já que o WordPress é a plataforma de blogging mais utilizada no mundo, sendo também usada como Content Management System (CMS) para muitos milhares de sites. Uma das mais-valias do wordpress e que traduz uma das máximas mais antigas que me lembro relativamente ao desenvolvimento de sites, é que o conteúdo deve ser independente do design. Neste aspecto, os Themes WordPress existentes aplicam-se na perfeição. Pode-se instalar um theme novo e dar ao site um aspecto completamente diferente.

Existe por isso um mercado muito grande e ainda com enorme potencial, para quem decidir ter como negócio a construção de Themes WordPress e a sua comercialização. Apenas para referência e como forma de motivação, há autores a comercializar os seus Themes no Themeforest, que estão a ganhar mais de $25000 mensalmente.

É relativamente fácil para quem conhece um pouco de CSS e php, alterar um Theme ou até construir um de raiz. No entanto, há muito mais detalhes do próprio WordPress que nem todos dominam, e quando se quer ir para o mercado é necessário conhecer muito mais.

Neste sentido venho hoje falar de um livro que foi lançado em Agosto e que pode ajudar todos aqueles que se querem aventurar neste mundo da construção de Themes wordpress. No entanto o livro tem informação importante, também para quem quer simplesmente mudar e customizar um determinado Theme existente.

O Livro chama-se “Build your own Wicked WordPress Themes”. Este livro foi lançado pelo Sitepoint e foi-me oferecido pela Lisa, que foi responsável pela coordenação do projecto editorial. O Sitepoint, para quem não conhece está em 830º lugar na lista dos sites mais visitados do mundo e disponibiliza conteúdo de qualidade principalmente nas várias áreas de desenvolvimento Web, programação, design, SEO e muito mais. O site publica também vários livros com conteúdos nestas áreas.

Este livro está bastante completo e aborda todos os temas que vão desde o planeamento do Theme, os detalhes do design, a utilização de frameworks, os Widgets, as várias opções do design, construção avançada de Themes, até à sua comercialização ou disponibilização à comunidade.

O livro cobre bastantes detalhes importantes, quer ao nível do planeamento, abordando vários conceitos interessantes que facilitam e melhoram o resultado final, até ao design em que todos os elementos são abordados. Os vários tipos de layouts para Themes são abordados, assim como as suas funcionalidades. Todos os exemplos são completados através de vários exemplos. Todos os componentes de um Theme são abordados, desde o Header ao footer, passando pelo Loop, até aos comentários e Widgets.

Os dois capítulos que considero mais importantes e que eventualmente são os que haverá menos documentação, são os dois capítulos finais. Em Theme Options, mostra-se como construir um painel de administração para o theme, a utilização de shortcodes, utilização de templates específicas e também de diferentes esquemas de cores. Estas funcionalidades darão sem dúvida mais opções a quem procura um Theme, permitindo ao utilizador controlar facilmente muitos dos elementos e configuração do layout.

O último capítulo, “Selling your theme” aborda diversos assuntos como a licença GPL, a questão do suporte e documentação, os testes, etc. São também dadas dicas sobre o que faz um Theme vender. Mostra também as diversas formas como o Theme pode ser comercializado e promovido.

É assim um manual excelente para quem se quiser aventurar nesta área. Tal como já disse, o potencial deste mercado é enorme, e quem conseguir entrar neste mercado pode ter o futuro assegurado, com um rendimento que terá tendência a crescer e com a possibilidade de o rendimentos entrarem automaticamente. Tudo isto com um trabalho que pode ser aliciante e interessante.

Por outro lado, o livro é igualmente interessante para quem quiser melhorar o theme do seu blog ou até encomendar um trabalho a um webdesigner, abrindo as portas para o pedido dos requisitos correctos.

O livro está disponível em formato impresso ou formato digital. Podem também receber um capítulo de exemplo de forma gratuita. Depois de este livro me ter chamado à atenção, dei também uma vista de olhos nos livros editados pelo Sitepoint e há sem dúvida outros que parecem interessantes.

Brevemente vou também aqui mostrar alguns detalhes do theme que desenvolvi juntamente com um designer wordpress.

Google Affiliate Network 1

Dois anos depois de o Google ter terminado com os referals ou referências no Adsense, volta agora à carga com o Google Affiliate Network. O conceito é básico e idêntico ao de qualquer outra rede de afiliação: refere-se o utilizador para um site e se ele comprar alguma coisa, então recebemos uma percentagem da venda. A conversão só acontece quando se dá a venda ou uma determinada acção pretendida pelo anunciante.

Para se registarem devem usar o vosso ID de Adsense. Depois de aprovados na rede, pode candidatar-se à promoção das várias campanhas existentes e começar a mostrar os anúncios.

Uma grande diferença, é que pode promover e incentivar os utilizadores para estas campanhas, ao contrário do Adsense. Pelo que já pude ver existem boas campanhas (para sites em Inglês) e banners e links de texto de grande variedade e formatos.

Ainda não testei muito porque ainda tenho algumas dúvidas, no entanto a utilização da plataforma é muito similar à do Commission Junction.

Cardmobili finalista do Vodafone Mobile Clicks 2

Em Julho eu fiz referência ao concurso Vodafone Mobile Clicks 2010, um concurso que pretende encontrar e premiar o melhor projecto de Internet Móvel criado por uma start-up. Este ano Portugal tinha a oportunidade de participar.

A Cardmobili, uma empresa portuguesa inovadora, que fornece serviços de gestão de cartões de fidelização no telemóvel, foi seleccionada pelo juri do concurso internacional Vodafone Mobile Clicks 2010 como a finalista Portuguesa no evento a decorrer a 24 de Setembro, em Amsterdão.

A Cardmobili vai assim representar Portugal neste concurso de startups e competir ao lado dos finalistas de Espanha, Holanda e Reino Unido, seleccionados entre mais de 160 empresas participantes.

Para quem não conhece, a Cardmobili é um serviço que permite guardar no telemóvel todos os seus cartões de cliente e fidelização, com toda a informação associada, usando depois o telemóvel para se identificar na loja no momento da compra. Com este serviço passa a ter os seus cartões sempre consigo, no seu telemóvel, sem esquecimentos, de forma simples e muito cómoda, libertando a sua carteira de peso e volume. Este serviço oferece-lhe ainda um local único para registar e gerir todos os seus cartões de fidelização. Referência ainda para o facto de que este serviço é gratuito.

Juntamente com o juri da final, o público tem oportunidade de votar na sua startup preferida. Assim, e porque realmente a Cardmobili é um projecto inovador, sugiro que contribuam na divulgação deste projecto e desta última etapa. A votação está disponível em www.vodafonemobileclicks.com/vote bastando ordenar as 3 empresas preferidas e depois confirmar o voto no email automaticamente enviado.

Não menos importante é a referencia aos restantes projectos Portugueses seleccionados:Cube; Eunoia; Live City; MobilePLUX .

Adsense: Blocos de links 125×125? 12

Hoje venho partilhar um formato que estou a usar para colocação de blocos de links Adsense. Escrevi a ultima vez sobre esta temática em 2008, na altura, referindo o sucesso que tinha tido com a implementação de um bloco de links na sidebar de alguns sites.

Desde então tenho continuado a utilizar alguns dos formatos disponibilizados pelo Adsense para integração de blocos de links. Em alguns casos deixei de colocar blocos de links, porque o valor dos clicks para algumas temáticas são bastante mais baixos do que nos blocos de anúncios normais. No entanto para outros temas o formato é excelente e pode dar bastante bons resultados.

Nunca fui também adepto da moda dos três blocos de links lado a lado, que penso que foi promovida pelo Custódio num artigo em que explicava como aumentar os ganhos de adsense. Em tempos isto chegou a ser uma praga pois toda a gente testou isto!

O formato que eu estou a usar em alguns sites e que proponho que testem, é a colocação de um bloco de links num espaço 125×125 com cores específicas. O adsense não tem o formato 125×125 para blocos de links. A ideia consiste em usarem o bloco de links 120×90 com o mesmo border e background e escolher uma cor para os links que faça a integração com os vosso site. A utilização de um estilo no CSS facilitará o posicionamento.

Acho que este formato pode ser usado de forma perfeita na sidebar. O formato 125×125 é standard nos blogs e desta forma não haverá grandes problemas de integração. Permite ainda preencher aqueles espaços “anuncie aqui” que muitas vezes se costuma colocar nas sidebars. A escolha das cores e a forma como aparecem as palavras poderá ser um bom chamariz para os utilizadores que procuram tudo que é link!

Deixo aqui um exemplo de utilização.

ganhar dinheiro

  • tirei tudo
  • Já não promovo nada
  • Nem mesmo ebay
  • TLA muito menos
  • nothing

Sobre mim

O meu nome é Rui Augusto e aqui neste blog partilho conhecimento, experiências e opiniões sobre temáticas ligadas à rentabilização e promoção de sites. Mais detalhes podem ser verificados na pagina sobre o tolnetwork.com

twitter feeds flicker twitter Dihitt

tolnetwork.com is powered by WordPress and Customized FREEmium Theme.
developed by Dariusz Siedlecki and brought to you by FreebiesDock.com