Tags Linkbuilding

Hubpages vs Squidoo 8

Li uma vez que nenhuma campanha de linkbuilding fica completa sem a utilização de Hubpages e Squidoo Lenses. Todos sabemos que a autoridade de um site e o posicionamento nos motores de pesquisa está relacionada com a qualidade e quantidade de backlinks, principalmente de bons domínios.

Neste artigo vou comparar estes dois sites relativamente ao tipo de conteúdo e backlinks que se podem obter, mas também focar um pouco da rentabilização que se pode fazer em cada um deles. Não tenho como interesse principal a rentabilização monetária destes sistemas, mas sim utiliza-los numa perspectiva de linkbuilding.

Sites como o Squidoo e hubpages podem proporcionar links contextuais bastante relevantes, pois tratam-se de domínios com grande autoridade e tráfego. Estes links são ainda gratuitos e podem ajudar a melhorar qualquer campanha de linkbuilding.

  • Squidoo: 2270 Google backlinks, Alexa 482, 153 692 links de 5093 dominios
  • Hubpages: 613 Google backlinks, Alexa 425, 1691 links de 652 dominios

Assim o que podemos fazer é aderir a estes sites e publicar conteúdo original relacionado com os sites que pretendemos promover. Depois de publicados estes artigos devem ainda ser promovidos para terem uma autoridade maior e conseguirmos assim um ranking maior nos próprios sites, conseguindo mais tráfego.

No entanto cada um destes sites tem as suas particularidades que é preciso conhecer:

No Squidoo, o autor é um Lensmaster e cada página publicada é uma Lens. Nas Hubpages quem publica o conteúdo é o author e cada página é uma Hub. Podem-se adicionar blocos a cada uma destas páginas, que se chamam Modules no Squidoo e Capsules no caso das Hubpages. As Lenses precisam de três módulos para ser publicadas, as hubpages apenas uma cápsula.

No Squidoo é possível publicar conteúdo adulto, embora seja numa categoria separada e não seja visualizado por todos. Nas Hubpages já não há essa possibilidade. É mais fácil também trabalhar com html no Squidoo e publicar páginas. Há também uma maior diversidade dos conteúdos (Modules vs Capsules) que se podem colocar no Squidoo.

Os urls para cada artigo são também diferentes. No Squiddo o artigo aparece como . Nas Hubpages aparece como , sem o www e com hub no url.

No Squidoo, os visitantes podem dar uma pontuação até 5 estrelas, nas Hubs o sistema permite dizer se gostamos ou não do conteúdo. Há vantagens e desvantagens com cada um destes sistemas de pontuação.

No Squidoo existe um ranking que varia entre 1 e 250.000, sendo que 1 é o melhor. Estar nas 1000 primeiras é muito bom. Nas Hubpages o ranking é entre 100 e 1, com 100 o melhor valor. Pode por isso haver várias páginas com um ranking de 100. O Hubscore é actualizado a cada 10min enquanto o Lensrank é actualizado 1 vez por dia. Ao nível das estatísticas, ambos os sistemas permitem visualizar estatísticas de tráfego, como visualizações e origem do tráfego.

Um dos pontos importantes a reter deste artigo é que ambos os sistemas podem proporcionar backlinks de grande qualidade. No entanto nas Hubpages os links colocados no texto só ficam sem o atributo nofollow se a pontuação dessa hubpage ultrapassar os 75. Não é difícil conseguir chegar a 75, mas é preciso fazer alguma promoção desses conteúdos, conseguindo tráfego e backlinks para esses artigos. No Squidoo os liks são dofollow e por isso podem contribuir mais facilmente com o chamado “link juice”.

Existem ainda diferenças quanto à rentabilização destes sistemas. No Squidoo os ganhos são divididos 50/50 com a Squidoo, apenas precisamos de ter uma conta paypal, nem sequer precisamos de nos preocupar em ter um site ou conta Adsense, eBay, etc. O pagamento é feito quando se atinge os $50. Nas Hubpages por outro lado, adicionamos os nossos dados Adsnese, eBay, Kontera e Amazon e podemos ter acesso directo aos relatórios e ganhamos a totalidade da comissão. Mesmo não se tendo uma conta Adsense, através das Hubpages podemos submeter o conteúdo para aprovação e assim ter acesso a uma conta Adsense (será esta uma boa estratégia para obter uma conta Adsense?).

Ambos os sistemas tem um sistema para referir outros membros, podendo-se ganhar com isso. No Squidoo, cada utilizador que se refere, dá a ganhar $5 a quem refere mas também ao referido, mas só depois deste atingir $15 nos ganhos, para evitar a fraude. Nas hubpages o que ganhamos são impressões de páginas, o que pode ser bom a longo prazo se conseguirmos rentabilizar os nossos conteúdos.

Exemplos de hubpages: Advantages of hybrid cars
Exemplos de Squidoo lenses: Car racing online games

Assim, com o recurso a estes sites podemos obter alguns links grátis de qualidade, embora obviamente obrigue a ter algum trabalho. Trabalho esse que pode ser recompensado com rendimentos nas próprias páginas, através do envio de tráfego para os nossos sites e claro através da obtenção de links para os nossos sites. Seguem-se exemplos de páginas: Squidoo

Vale a pena concentrar nas páginas do Squidoo por causa da facilidade em obter os links sem o nofollow? O que aconselho é que usem os dois sistemas, publicando conteúdos diferentes em cada um deles para poderem ganhar backlinks de dois domínios diferentes, o que é sempre bom para que os nossos sites ganhem em autoridade.

Apenas duas notas finais, a primeira é para o blog do custódio, onde lançou recentemente um desafio de publicar 100 hubs em 100 dias. A outra é para o facto de que há quem venda o serviço de criação e divulgação de hubs e lenses, não precisas de ser tu a fazer isso. Se alguem quizer um convite e ser meu afiliado no Squidoo pode deixar aqui um comentário que eu envio o mail.

Linkbuilding – novas tendências 4

Set28

As alterações constantes dos algoritmos dos motores de pesquisa (Google) e a necessidade de subir rapidamente nos rankings, levam a que novas formas de se conseguir links relevantes sejam procuradas.
A compra de links está catalogada pelo Google como uma prática incorrecta, por isso tenho-me cruzado com algumas práticas mais recentes que não tendo um retorno financeiro directo, acabam por ser vantajosas para ambas as partes.

Esta nova pratica cada vez mais comum é a criação de conteúdos em troca de links. Todos sabemos a importância de ter conteúdos originais ou de conseguir um ritmo de criação de conteúdos relativamente frequente.

Vi até ao momento duas abordagens diferentes:

1 Empresa pede um link no nosso site numa página específica. Em troca fornecem um artigo de temática à nossa escolha com 3 links que pode ser usado por nós num site qualquer ou submetido para 3 a 5 sites de artigos. Para além dos backlinks conseguidos nesses sites, esses artigos podem ainda ter potencial para serem publicados por outros webmasters, ganhando-se ainda mais links.

2 Empresa estabelece contacto oferecendo 10 artigos originais sobre os temas à nossa escolha. 3 desses artigos contém um link para o site dessa empresa. A única condição que impõe é publicar os artigos com links num prazo de 7 dias. Com os restantes podemos fazer o que quisermos.

Até ao momento estas solicitações foram de serviços em língua Inglesa. Os conteúdos criados possuíam uma qualidade elevada, tendo verificado que eram feitos por empresas especializadas em conteúdos ao serviço da empresa que pede os links. Sabendo que o preço de um artigo original entre as 400 a 500 palavras pode oscilar entre os $5 a $15, pode-se conseguir assim links relativamente baratos, sendo que os links são permanentes.

20 melhores dicas para o lançamento e promoção de um blog 14

O lançamento e promoção de um blog não é uma tarefa fácil! Milhares de blogs são criados todos os dias, mas apenas alguns serão lidos por mais de uma centena de pessoas e menos ainda serão os que conseguem rentabilizar esses blogs. Alguns bloggers ficam por isso desmotivados e não surpreende que deixem de blogar ao fim de algum tempo.

De seguida apresento uma lista de 20 medidas a tomar nos primeiros dias depois da criação do blog. Embora não sejam uma fórmula mágica nem garantam o sucesso, há fortes hipóteses que resultem bem.

    1. Garantir uma página about com qualidade: Esta página é usada pelos visitantes do blog para obterem informação rápida sobre quem é o autor do blog e sobre o tema do mesmo. É por isso uma página que tem o potencial de obter visitantes assíduos ou subscritores para o blog. Por esta e mais razões, esta página precisa ser correctamente trabalhada e evoluída ao longo do tempo.

    2. Nunca anunciar um blog com menos de 5 artigos: a primeira opinião é importante. Não só os utilizadores precisam de conteúdo como também os motores de pesquisa. Se queremos agarrar utilizadores desde o início, então devemos ter este aspecto em atenção.

    3. Disponibilizar um link para a Feed RSS: o número de subscritores da feed é cada vez mais uma garantia do sucesso de um blog. Embora não ajude muito para a rentabilização do Adsense, garante tráfego regular para o blog. Os subscritores são muitas vezes responsáveis pela maior parte dos comentários no blog. Facilitar a subscrição das feeds, garantir um bom posicionamento do link para as feeds. Se possível disponibilizar a subscrição fácil para os leitores RSS mais populares e até uma versão por email das RSS feeds. As vantagens de se ter maior número de subscritores foram já enumeradas. Poderá facilitar a venda de publicidade.

    continuar a ler »

ganhar dinheiro

  • tirei tudo
  • Já não promovo nada
  • Nem mesmo ebay
  • TLA muito menos
  • nothing

Sobre mim

O meu nome é Rui Augusto e aqui neste blog partilho conhecimento, experiências e opiniões sobre temáticas ligadas à rentabilização e promoção de sites. Mais detalhes podem ser verificados na pagina sobre o tolnetwork.com

twitter feeds flicker twitter Dihitt

tolnetwork.com is powered by WordPress and Customized FREEmium Theme.
developed by Dariusz Siedlecki and brought to you by FreebiesDock.com