Tags pesquisa

Diz adeus ao SEO e dá as boas vindas ao Adwords… 9

A optimização para os motores de pesquisa tem mudado muito nos últimos anos. Chegar aos primeiros lugares para os termos de pesquisa mais importantes é cada vez mais uma tarefa complexa, não só pela quantidade de factores que estão envolvidos nos rankings e cuja influência de cada um não passa de suposições, mas também porque as primeiras posições já não são da pesquisa orgânica.

Excluindo o Facebook, os principais sites e serviços existentes na internet pertencem ao Google, com destaque para o Google Maps e o Youtube. Com toda a certeza as aquisições não ficarão por aqui.

As recentes alterações que o Google vem introduzindo fazem com que cada vez menos espaço esteja disponível para a pesquisa orgânica. Quem não dominar Adwords poderá a curto prazo ver o seu tráfego diminuir bastante, mesmo já tendo dominado posições importantes na pesquisa.

A pesquisa universal faz com que vídeos e mapas apareçam como parte integrante dos resultados de pesquisa das keywords mais importantes. Tinha já feito referência a isto para a pesquisa no Google.com mas hoje acontece já no Google.pt.

Como exemplo mostro o que vejo no ecran do meu computador para a pesquisa de carros usados. Acontece que só visualizo 3 resultados de pesquisa orgânica.

A colocação dos resultados do Google Maps na pesquisa orgânica é também agora uma espécie de promoção desse serviço do Google. Supostamente ao clickar num dos resultados que aparecem no mapa, deveria direccionar o utilizador automaticamente para o site de destino. Acontece que agora o Google obriga a um click adicional, podendo ou não o negócio que aparece listado ter um site próprio. Façam o vosso teste e vejam a popup que aparece onde só depois é possível ter acesso ao link para o site de destino.

No seguinte exemplo que até acaba por me beneficiar, só aparecem dois sites, o resto são elementos da pesquisa universal.

A qualquer momento estes resultados poderão abranger cada vez mais keywords e eventualmente o tráfego orgânico proveniente do Google poderá descer para muitos sites. A alternativa poderá ser o investimento em Adwords.

Não percebo muito esta mudança de política…mas a maior parte dos links que aparecem nestas pesquisas são pagos…lembro-me sempre da frase do Matt Cutts…comprar links é como comprar para ter amigos.

Não sei o que vocês acham, mas sem o SEO perde um pouco a piada…

Alteração dos habitos de pesquisa. 5

Mar26

É inegável que a utilização da internet tem crescido bastante em Portugal, com isso, assiste-se também a um maior domínio de todos os recursos existentes. A especialização da pesquisa tem crescido bastante, e hoje os utilizadores não fazem tantas pesquisas apenas por uma palavra, assistindo-se a pesquisas cada vez mais complexas.

Os próprios algoritmos do Google (também dos outros motores de pesquisa) sofrem diversas alterações periodicamente que afectam o tráfego dos nossos sites. Eventualmente, se for um site com algum tráfego, algumas das perdas no posicionamento para determinadas keywords, podem ser compensadas pela subida de outras.

É normal ao optimizarmos um site, ter uma ou um grupo muito restrito de keywords para as quais se faz uma optimização preferencial. Essas keywords estão relacionadas com o tema principal do site, havendo a tendência para optimizar para as que eventualmente poderão enviar mais tráfego. Com o tempo o site pode tornar-se nº 1 no Google para essas keywords e poderá manter-se assim por muito tempo.

Mas isso não garante o sucesso permanente. Na figura seguinte mostro a evolução para um dos meus sites das visitas recebidas ao longo de mais de 2 anos para a keyword principal do site, em que este é nº 1 há muitos anos de forma permanente. Como é possível ver, o tráfego enviado por essa keyword, diminuiu bastante, tendo chegado a receber mais de 900 visitas diárias, tendo diminuído para uma média de 170 visitas diárias.

A percentagem de tráfego relativo desta keyword desceu de cerca de 14% do tráfego em 2006 para menos de 3% em 2009!

Em relação à pesquisa, em 2007, o top 10 de keywords continha 3 keywords de uma única palavra e 7 com duas palavras. Em 2009 já só consta no top 10 uma keyword de uma palavra, sendo que a pesquisa que se encontra a enviar mais tráfego é composta por 4 palavras. Isto confirma que as pesquisas estão cada vez mais complexas, pois os utilizadores sabem procurar com mais precisão aquilo que necessitam.

O Google suggest, que referenciei em Agosto de 2008 tem também a sua quota-parte e sem dúvida que mudou a forma como certo grupo de utilizadores efectua as suas procuras no Google. Se calhar deveria olhar mais para isso!

google suggest

Olhando para o histórico do Analytics, poderão ainda encontrar-se mais alterações provocadas pelas alterações nos algoritmos. Evidentes poderão ser por exemplo as configurações do Geographic Target, introduzidas no Webmaster tools ou o aumento da quantidade de pesquisas de imagens.

Por estas e outras razões é preciso acompanhar normalmente as estatísticas do site, sendo que algumas coisas tornam-se visíveis apenas alargando o período de amostragem.

ganhar dinheiro

  • tirei tudo
  • Já não promovo nada
  • Nem mesmo ebay
  • TLA muito menos
  • nothing

Sobre mim

O meu nome é Rui Augusto e aqui neste blog partilho conhecimento, experiências e opiniões sobre temáticas ligadas à rentabilização e promoção de sites. Mais detalhes podem ser verificados na pagina sobre o tolnetwork.com

twitter feeds flicker twitter Dihitt

tolnetwork.com is powered by WordPress and Customized FREEmium Theme.
developed by Dariusz Siedlecki and brought to you by FreebiesDock.com